27 de jun de 2013

Receita: cupcake de cacau e doce de leite



Hoje eu tô bandida. Tô cachorra.

Me joga na manteiga, me passa no açúcar e me chama de rabanada.

Nada de light, diet ou integral; o post de hoje é para aqueles dias em que o que a gente precisa é de uma boa dose de glicose. É claro que eu não vou escangalhar tudo assim de vez: usei cacau orgânico sem adição de açúcar no lugar do achocolatado e açúcar demerara triturado no lugar do açúcar refinado.

Porquê? Porque sim. O blog é meu e quem manda aqui sou eu. Páááááá. #bandida

Para fazer essa delícia você vai precisar de:

Massa
- 115 g de manteiga sem sal (em temperatura ambiente)
- 180 g de açúcar demerara triturado
- 1 colher (chá) essência de baunilha
- 3 ovos
- 180 g de farinha de trigo
- 50 g de cacau orgânico em pó (sem açúcar)
- 1 colher (chá) de fermento em pó
- 180 ml de leite

Recheio
- doce de leite de sua preferência
ou
- 1 lata de leite condensado cozida por 30 minutos na panela de pressão

Cobertura
- 225 g de chocolate amargo 70% cacau (picado)
- 125 g de manteiga sem sal (em temperatura ambiente)
- 280 g de açúcar demerara triturado
- 2 ovos orgânicos
- 1 colher (chá) de essência de baunilha

Passo 1 (massa): bata a manteiga e o açúcar na batedeira até que vire uma massa macia e branca.

Passo 2 (massa): bata os ovos com um garfo e adicione a baunilha neles.

Passo 3 (massa): adicione a mistura de ovos e baunilha ao poucos na manteiga batida, e continue batendo sempre.

Passo 4 (massa): misture a farinha, o cacau e o fermento numa vasilha separada.

Passo 5 (massa): coloque a mistura de farinha na batedeira desligada e mexa com uma colher para que vire uma massa homogênea.

Passo 6 (massa): volte a bater a mistura na batedeira e coloque o leite aos poucos.

Passo 7 (massa): coloque a massa nas forminhas de cupcake, preenchendo 2/3 de cada forma.

Passo 8 (massa): leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por aproximadamente 25 minutos.

Passo 9 (massa): retire do forno e espere esfriar.







Passo 1 (recheio): com uma faca faça um buraco em cada bolinho e remova o miolo.

Passo 2 (recheio): tome cuidado para guardar a tampa de cada bolinho.

Passo 3 (recheio): preencha os bolinhos com o doce de leite e feche com a tampinha de bolo reservada.  






Passo 1 (cobertura): derreta o chocolate em banho-maria num refratário, tomando cuidado para que ele não encoste na água.

Passo 2 (cobertura): bata a manteiga e o açúcar até que vire uma massa branca e fofa.

Passo 3 (cobertura): adicione aos poucos os ovos, batendo sempre.

Passo 4 (cobertura): adicione a baunilha e bata mais.

Passo 5 (cobertura): adicione o chocolate derretido e bata até que vire um creme homogêneo.

Passo 6 (cobertura): leve à geladeira por 15 minutos.





Passo 7 (cobertura): retire da geladeira e bata por mais alguns minutos até que volte a ficar brilhante.

Passo 8 (cobertura): coloque a cobertura num saco de confeitar e cubra o topo de cada bolinho recheado.

Passo 9 (cobertura): em lugares quentes, o ideal é manter os bolinhos na geladeira por alguns minutos para que a cobertura não derreta.








22 de jun de 2013

Receita: mingau de aveia e maçã



Eu amo pão francês com manteiga no café da manhã. Esse pãozinho tem embutidas tantas lembranças, que nem sei mais se gosto dele pelo sabor ou pela memória do sabor.

Só que depois de uma certa idade, não dá mais para mandar 2 pãezinhos todo dia, porque a gente já descobriu que ele vai parar direto no culote. Assim, sem escalas.

Nem dá para usar o seu valor nutricional como desculpa para indulgências; o pobrezinho é mais vazio de nutrientes do que... (pense em algo muito vazio de nutrientes)!

Tenho pensado seriamente em fazer outro blog chamado "Depois dos 30". Porque depois dos 15 é moleza; aos 30 é o que o bicho pega!

Sendo assim, venho buscando novos sabores para o meu despertar, e o mingau de aveia me parece uma excelente solução: ele te dá energia por mais tempo, tem fibras, não precisa de açúcar e é fácil de combinar com frutas variadas. Bingo!

Tá certo que a ideia de comer mingau partiu do namorido, que anda preocupado com o panceps que cresce a cada dia. Só que a minha versão da gororoba é bem mais gostosa, tá?

Você precisará de:

- 2 colheres (sopa) de aveia em flocos finos
- 2 colheres de sopa de mel (aproximadamente)
- 1 maçã Fuji descascada e ralada no ralador grosso
- 2 xícaras de leite (ou leite de arroz com avelãs)
-  1 colher (café) de canela em pó

Passo 1: coloque todos os ingredientes numa panela.

Passo 2: leve ao fogo médio e mexa até que engrosse.

Passo 3: sirva quente.

Esta receita faz duas porções.





21 de jun de 2013

Receita: creme de milho



Eu gosto muito de milho, especialmente pela sua versatilidade: pode ser doce ou salgado, em forma de pudim, de creme, de bolo, em grãos numa torta ou uma espiga assada na brasa... De todas as maneiras fica muito saboroso!

Atualmente tenho que me contentar em comê-lo apenas nas versões mais pastosas, por causa do aparelho nos dentes (aliás, tenho que comer quase tudo em versões mais pastosas!). Em função disso, tenho exercitado minha Poliana interior diariamente, vendo o lado positivo do perrengue: emagreci uns 2 quilos desde que coloquei os ferrinhos na boca! #ficadica do regime!

Para fazer o creme de milho, você precisará de:
- 1 lata de milho
- 1 xícara e 1/2 de leite
- 1 colher (sopa) de manteiga
- 1 cebola média ralada
- 1/4 de tablete de caldo de legumes
- 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
- sal

Passo 1: Bata o milho, o leite e a farinha no liquidificador.

Passo 2: numa panela, frite a cebola na manteiga, sem deixar dourar.

Passo 3: despeje a mistura de milho e mexa sem parar.

Passo 4: tempere com o caldo de legumes e ajuste o sal.

Passo 5: continue mexendo até engrossar.

Passo 6: sirva como acompanhamento para o arroz.




18 de jun de 2013

Receita: bolo upside-down de abacaxi


A maioria das vezes escolho receitas baseada em um único critério: ter todos os ingredientes à mão. Raramente fico correndo atrás de ingredientes para executar um receita específica, e se isso acontece, é porque se trata de algo muito especial (tipo a ceia de Natal).

Minha tática é a de usar tudo o que tenho dentro do armário para não ficar acumulando produtos que podem se deteriorar rapidamente caso não sejam usados. Isso acaba me rendendo várias receitas novas, já que eu vivo adaptando as originais, e geralmente dá muito certo. O único inconveniente é que de vez em quando, eu não me lembro exatamente o que usei naquele prato que havia feito tanto sucesso... Hahahaha!

O bolo de hoje é um desses casos... Eu tinha uma lata de abacaxi em conserva e cerejas ao maraschino que precisavam urgentemente ser usadas. Foi quando me lembrei de um livro que minha amiga Elô me deu de presente de aniversário. Não se trata de um livro de receitas, mas achei interessante o fato de a autora ter colocado no fim do livro várias das receitas citadas ao longo da história. 

Para fazer o bolo upside-down você precisará de:

- 1 lata de abacaxi em conserva (500g)
- 55 g de açúcar mascavo
- cerejas ao maraschino
- 170 g de farinha branca
- 100 g de açúcar demerara triturado
- 1 colher (chá) de canela em pó
- 2 ovos batidos
- 200 ml de leite
- 1/2 colher (chá) de bicabornato de sódio
- 1 colher (chá) de fermento em pó
- papel manteiga

Passo 1: numa frigideira, coloque as fatias de abacaxi (sem o miolo) e despeje o açúcar mascavo sobre elas. Adicione uma colher do caldo da conserva e deixe caramelizar, virando as fatias dos dois lados.





Passo 2: forre o fundo de uma fôrma desmontável de 24 cm com um pedaço de papel manteiga e disponha as fatias de abacaxi. Coloque uma cereja no centro de cada fatia. Reserve.




Passo 3: misture a farinha, o açúcar demerara, a canela e o fermento em pó numa tigela e faça um buraco no meio da mistura.

Passo 4: coloque os ovos batidos e o leite, misturando aos poucos até que vire uma massa homogênea.

Passo 5: adicione o bicarbonato de sódio batendo bem.

Passo 6: despeje a mistura sobre as fatias de abacaxi.

Passo 7: Asse por aproximadamente 15 minutos, em forno pré-aquecido a 220 graus.

Passo 8: Deixe esfriar na fôrma por 5 minutos e depois vire sobre um prato, removendo o papel manteiga.




14 de jun de 2013

Receita: torta de maçã




Essa torta de maçã é tão maravilhosa, que eu não me contive e trouxe a receita aqui pro blog. Tem cara daquelas sobremesas que a gente faz para impressionar a sogra, sabe? 

Eu, como não tenho sogra, faço pelo simples prazer de comer uma sobremesa deliciosa e linda. 

Você vai precisar de:


Massa

1 pacote e 1/2 de bolacha de aveia e mel Nestlé
200g de amêndoas sem casca
2 colheres de sopa de manteiga sem sal

Recheio 1
7 maçãs pequenas sem casca picadas em cubinhos
1 colher (chá) de canela em pó
2 colheres (sopa) de açúcar demerara
1 colher (sopa) rasa de manteiga sem sal

Recheio 2
1/2 litro de leite
1/3 de xícara de farinha de trigo
1/2 xícara de inhame batido cru no processador (até virar creme)
1 ovo
1/2 xícara de açúcar demerara
1 colher (chá) de essência de baunilha

Recheio 3
1 lata de creme de leite
1 lata de leite condensado
1 pacotinho de gelatina incolor sem sabor

Cobertura
5 maçãs picadas finamente em fatias
1 pacote de gelatina sabor maçã
Suco de 1 limão


Massa

Passo 1: Triture os biscoitos e as amêndoas até que virem uma farofa.

Passo 2: Misture a manteiga e amasse tudo até que a manteiga seja totalmente absorvida.

Passo 3: Forre o fundo e as laterais de uma forma desmontável com essa mistura, apertando com as costas de uma colher.

Passo 4: Leve ao forno pré-aquecido a 180 graus por cerca de 5 minutos ou até que doure. Reserve.

Recheio 1

Passo 5: Leve todos os ingredientes ao forno numa frigideira grande, mexendo sempre até que o açúcar dissolva completamente. Reserve.

Recheio 2

Passo 6: Misture os ovos, a farinha, o açúcar, o inhame e a baunilha, batendo tudo no liquidificador.

Passo 7: Ferva o leite e despeje na mistura.

Passo 8: Leve tudo ao fogo e mexa até que solte do fundo da panela. Reserve.

Recheio 3

Passo 9: Dissolva a gelatina incolor em 5 colheres de água fria e leve ao fogo até que ela derreta.

Passo 10: Bata num liquidificador o creme de leite e o leite condensado. Quando a gelatina esfriar, misture com os outros ingredientes no liquidificador e bata mais um pouco.

Montagem

Passo 11: Sobre a massa de biscoitos, coloque as maçãs em cubinhos(recheio 1), por cima a camada do recheio de inhame (recheio 2) e por cima deste o recheio de creme de leite (recheio 3).

Passo 12: Cubra com as fatias de maçã previamente mergulhadas no suco de limão, fazendo um desenho circular.

Passo 13: Leve à geladeira, tomando o cuidado de vedar com papel filme para que as maçãs não oxidem.

Passo 14:Quando estiver frio, cubra com uma camada muito fina de gelatina de maçã e leve novamente à geladeira.

Passo 15: Repita o último processo até que a gelatina de maçã forme uma camada visível sobre a torta.

Passo 16: Sirva fria.






* Esta receita já havia sido publicada no Brogue da Doida. Vale a pena relembrar!

12 de jun de 2013

Receita: homus



Pra começar, quero deixar uma diferença bem clara: humus, com "U", é cocô de minhoca. Homus, com "O" é uma deliciosa pasta feita à base de grão-de-bico.

E amo comida árabe; esfiha, coalhada, homus (com "O"). Também gosto de "humus", pois é uma excelente fonte de vitaminas para adubar o meu jardim, mas não é árabe e nem serve para comer.

Para fazer humus, você precisará de um punhado de minhocas e restos de comida não processada. Para fazer homus você precisará de:

- 250 g de grão-de-bico
- 3 colheres (sopa) de tahine
- suco de 1 limão tahiti
- 2 dentes de alho
- sal
- 1 colher (sopa) de azeite de oliva
- água


Passo 1: cozinhe o grão-de-bico com sal até que fique macio.

Passo 2: coloque todos os ingredientes (exceto o azeite) num processador de alimentos (ou no liquidificador) e triture até que vire uma pasta homogênea.

Passo 3: se necessário, coloque mais tahine e um pouco de água para que fique mais cremoso.

Passo 4: ajuste o sal.

Passo 5: sirva com torradas ou pão sírio e azeite de oliva.



9 de jun de 2013

Receita: canjica (sem lactose)



Sim, sim, sim! Mais uma receita para as festas juninas!!! Dessa vez, resolvi fazer uma canjica deliciosa. Tem coisa mais gostosa do que canjica quentinha no frio?

Só tem um detalhe: no lugar de leite, usei leite de arroz e avelãs e não usei leite condensado, apenas açúcar. A diferença fica mais evidente na textura do que no sabor, porque ela fica bem levinha e menos gordurosa. Para conseguir uma canjica bem cremosa, o segredo é cozinhar bastante o grão, depois prepará-lo como uma canjica normal.

Vamos combinar que, nos dias de hoje, tomar leite é viver perigosamente. Então, se der para substituir, melhor. Os alérgicos a lactose podem matar o desejo e se jogar nessa receita!

Você precisará de:

- 250 g de milho para canjica
- 1 vidro de leite de coco
- 500 ml de leite de arroz com avelãs (usei a marca da foto)
- pedaços de canela em pau
- 1 colher (café) de canela em pó
- 3 colheres (sopa) de açúcar demerara
- 2 litros de água
- 10 cravos da índia
- 30 g de coco ralado (usei o da marca Sococo, que tem pedaços maiores e não tem açúcar) 

Passo 1: deixe a canjica de molho por uma noite.

Passo 2: cozinhe a canjica por cerca de 50 minutos, até que o grão fique bem macio.




Passo 3: retire o excesso de água e coloque o leite de arroz, o açúcar, a canela em pau, a canela em pó, o leite de coco e os cravos.

Passo 4: cozinhe até levantar fervura, depois abaixe o fogo e cozinhe por mais 20 minutos.

Passo 5: ajuste o açúcar (se necessário) e coloque o coco ralado. Cozinhe por mais 10 minutos.

Passo 6: sirva quente.





7 de jun de 2013

Receita: pastel de forno (massa podre)




Ninguém (nem eu) imaginava o tamanho do sucesso que esse pastelzinho faria... Até que eu resolvi testar a receita no aniversário da minha sobrinha, e o pastel tornou-se o assunto mais comentado da noite! 

Pensei muito antes de postar essa receita aqui; é daquele tipo de receita que não deveria ser revelada, para deixar a aura de mistério no ar (tipo a massa de Pretzel, que ninguém consegue  fazer igual). Mas afinal, eu ainda não vivo de cozinhar, e a massa é TÃO BOA que dá dó de guardar só pra mim!

Então aí vai o truque: quanto mais fina a massa ficar, melhor. De resto, é só seguir a receita que não tem erro. Mais fácil e mais gostoso, impossível.

Rende aproximadamente 30 unidades. 
 

Você precisará de:

- 450 g de farinha de trigo branca
- 1 colher (sobremesa) de sal
- 1 colher (café) de fermento em pó
- 200 g de manteiga sem sal gelada
- 1 ovo
- 100 ml de leite

Passo 1: bata a farinha,o sal, o fermento e a manteiga num processador de alimentos.

Passo 2: adicione o ovo e o leite e bata até que vire uma bola.



Passo 3: abra a massa com um rolo, na espessura de 5 milímetros.




Passo 4: corte com um cortador de biscoitos redondo,de aproximadamente 6 cm de diâmetro.




Passo 5: abra cada rodela coma ajuda do rolo.




Passo 6: elas têm que ficar bem finas e compridas.




Passo 7: coloque o recheio de sua preferência (eu usei esse recheio aqui). 




Passo 8: feche apertando as bordas com um beliscão para que a massa grude.




Passo 9: faça pequenas dobrinhas na borda, para dar acabamento.




Passo 10: coloque num tabuleiro untado com margarina e enfarinhado.




Passo 11: pincele com uma mistura de 1 gema e 2 colheres de azeite.

Passo 12: polvilhe sementes de papoula (ou gergelim preto) por cima para decorar.

Passo 13: asse durante 30 minutos em forno pré-aquecido a 180 graus.


4 de jun de 2013

Receita: suflê de abobrinha

 


Esse final de semana fui visitar a minha família em Minas Gerais e, como é de costume, voltei uns dois quilos mais pesada!  Não há comida igual à comida mineira, especialmente se for feita pelas minhas tias com mãos de fadas... Fazia muito tempo que eu não ia para aqueles lados; dessa vez parece que elas capricharam ainda mais! Cada refeição tinha pelo menos 6 pratos diferentes, eu mal conseguia provar todos! hahaha

Então, para voltar ao meu peso original à rotina aqui de casa, fiz um prato leve porém com um toque de "confort food": suflê de abobrinha brasileira. Esse suflê tem que ser servido assim que sair do forno, pois ele murcha quando esfria e não fica tão bonito. Tudo bem, porque suflê quentinho é muito reconfortante, não é mesmo?

Você vai precisar de:

- 1 colher (sopa) de manteiga sem sal
- 1 cebola picada
- 2 colheres (sopa) de farinha de trigo
- 2 xícaras de leite
- 1 abobrinha brasileira picada em cubinhos
- 3 gemas
- 3 claras em neve
- 1/2 xícara queijo ralado
- 1 colher (chá) de fermento em pó
- 1 colher (sopa) de azeite
- 1 colher (sopa) de cebolinha
- sal
- pimenta do reino

Passo 1: aqueça a manteiga e doure metade da cebola.

Passo 2: misture a farinha de trigo e o leite num recipiente separado, e despeje a mistura sobre a cebola frita.

Passo 3:  mexa até que engrosse.

Passo 4: refogue a outra metade da cebola com o azeite, a cebolinha e a abobrinha picada. Tempere com sal e pimenta.

Passo 5: misture a abobrinha refogada ao creme de farinha (vai ficar parecendo um mingau).







Passo 6: retire do fogo e acrescente as gemas uma a uma; misture.

Passo 7: adicione o queijo e o fermento.

Passo 8: adicione as claras em neve e misture delicadamente.

Passo 9: leve ao forno pré-aquecido a 180 graus, em forma untada e enfarinhada, até que doure.

Passo 10: sirva assim que retirar do forno.